segunda-feira, 14 de março de 2016

Viagem sem fim na Galeria C



“Fatima Castro fotografa como reação lógica às descobertas e provocações de cada viagem. Mas não dispara indiscriminadamente. Prévio ao registro há um processo de seleção consciente em que a cena ou objeto em foco, desafiando, como alguém recomendou, as leis do interesse, ganha finalmente importância. Os lugares, quando reconhecidos, são apenas pretextos, títulos: a reprodução mimética do real perde força e sentido na imagem. Transcende apenas ‘a extensão poética do que seus olhos enxergam’. Essa capacidade de desvelar o possível alvo, de imaginar ‘mundos e narrativas’, de viajar, vital em todo ato criativo, é evidente nestas imagens, fragmentos de uma aventura que os que conhecemos a fotógrafa sabemos que é recente, e o que é melhor, temos certeza de que não terá fim.”

Guillermo Aldaya / PhotoConversa

Rio de Janeiro, 13 de fevereiro de 2016
Postar um comentário